Categoria: Sem categoria

31 de agosto de 2018

                      O bloqueio do nervo occipital é útil no diagnostico e tratamento da neuralgia occipital ou cefaleia cervicogênica. Esta técnica é também útil para produzir anestesia cirúrgica na distribuição dos nervos occipitais maior e menor para remoção de lesão e reparo de laceração.

Anatomia clinicamente relevante

O nervo occipital maior é formado por fibras do ramo dorsal primário do segundo nervo cervical e, em menor extensão, por fibras do terceiro nervo cervical. O nervo occipital maior perfura a fáscia logo abaixo da linha nucal superior junto com a artéria occipital. Ele inerva a porção medial do couro cabeludo posterior até o ápice. O nervo occipital menor é formado por ramos primários ventrais dos segundo e terceiro nervos cervicais. O nervo occipital menor transita numa posição mais alta, ao longo da borda posterior do músculo esternocleidomastoideo, dividindo-se em ramos cutâneos que enervam a porção lateral do couro cabeludo posterior e a superfície cranial do pavilhão de orelha.

 

Técnica

O paciente é colocado

28 de agosto de 2018
Após a ocorrência de lesão cerebral, que pode acontecer por diversas causas já citadas no textos anterior, dependendo do local e extensão da área cerebral acometida, o sujeito pode apresentar dificuldade comunicativa, devido a um déficit de linguagem. Essas dificuldades podem apresentar-se clinicamente como a perda da capacidade de compreensão, dificuldade para expressar nomes de objetos, e até mesmo a perda da capacidade de emitir qualquer palavra ou expressão oral, como no caso do mutismo. Muitas são as classificações das afasias e dessa forma abordamos neste texto as tipologias destas, para esclarecer o que pode estar acontecendo no caso do sujeito afásico, sendo ele seu familiar, amigo ou paciente.
É importante destacar que não existem duas pessoas que usem a linguagem de maneira idêntica, tampouco com afasias idênticas (Brust, 2000), mas por meio das manifestações clínicas e identificação das habilidades linguísticas comprometidas, torna-se possível agrupá-los em uma mesma classificação de afasia. Primeiramente é importan

Postado em Blog, Informativo, Noticia, Pesquisa, Pesquisas, Sem categoria, tratamento por Administradora
15 de agosto de 2018

O Ano novo esta chegando, e devido a isso estou sentindo uma insegurança que há muito tempo não sentia. Eu sou assim, um poço de ansiedade, toda exagerada, dramática. Vivo metendo os pés pelas mãos, e antes de dormir todos os dias me arrependo de uma pá de coisas que fiz durante o dia, e digo que não vou mais fazer. E quando amanhece eu faço tudo igual. Tenho medo, ansiedade, angustia e perguntas, muitas perguntas. Hoje (03:45 da madruga) estou me perguntando e obviamente a Deus sobre muitas coisas… A ansiedade me deixa assim, com sono, mas sem conseguir dormir. Faço tantas coisas para me fortalecer e provar a mim mesmo que tenho “controle” sobre minhas atitudes e emoções. Mas, um simples contratempo me apavora. Devo mesmo ainda ser aquela garota cheia de temores pela incerteza, por um momento desacredito em mim e no meu direito de ser feliz. Quero tanto, desejo tanto, sonho tanto… Mas, às vezes tudo me parece tão distante. Às vezes sinto-me nadando contra a maré, indo…. Já aprendi que não posso correr atrás da felicidade; então pra compensar busco realizar meus sonhos e objetivos, assim sinto a felicidade que procuro. Como deve ser bom sentir-se segura sempre… Apesar da monotonia que corro o risco de sentir, acredito que a sensação de plenitude deva compensar. Queria poder dizer tudo que sinto e penso sem ter que avaliar nada; Sem ter que me

Postado em Sem categoria por Administradora