A distonia de voz é também conhecida como distonia laríngea e disfonia espasmódica . Nesta condição, as cordas vocais são afetadas por espasmos involuntários. Esses espasmos involuntários das cordas vocais fazem com que a voz mude de qualidade. Quando as cordas vocais são unidas (distonia laríngea adutora), a voz tende a ter uma qualidade ‘estrangulada’. Se as cordas vocais forem separadas (distonia laríngea abdutora), a voz pode ser “ofegante” e muito silenciosa. Como a maioria dos tipos de distonia, a distonia de voz pode piorar quando as pessoas estão ansiosas ou cansadas. Na maioria das pessoas, a doença não tem causa conhecida e geralmente começa na meia-idade, mas não afeta a mente ou os sentidos. Às vezes as cordas vocais são a única parte do corpo afetada, mas em alguns casos outros músculos próximos podem ser afetados, como o pescoço, a boca e os músculos ao redor dos olhos. Clique aqui para ler “O que há de errado com minha voz?” um artigo escrito por Lucy Hicklin FRCS ORL H & N, cirurgião EN