A Doença
A distonia é uma doença que exige um profissional com conhecimento especifico em Distúrbios do Movimento.
Tratamentos
Para tratar é preciso confiar em seu médico. A sua relação com o profissional que você vai entregar a sua saúde precisa ser de confiança.
Exames
Que podem diagnosticar a Distonia são: a eletroneuromiografia, de sangue, de urina e análise do líquido cefalorraquidiano.
DOR
9 de junho de 2017

O processo da dor é diferenciado na distonia. O desenvolvimento da dor é semelhante a fadiga extrema de atletas,pois os movimentos musculares da distonia promovem a exaustão a exaustão muscular, mesmo se o indivíduo esteja em repouso o músculo continua a se movimentar.

Durante o processo de dor é como a sensação do músculoqueimando isto ocorre devido ao movimento causado pela distonia que movimenta vigorosamente os músculos independente do desejo do portador de distonia. Nas crises, a medicação para dor têm atuação superficial, pois quando acaba o efeito, a dor volta com a mesma intensidade, isto ocorre porque o fator causador não é parado, que é o movimento.

Para controlar a dor,o mais adequado é o controle mental da dor, tal fato é possível pois este estudo já foi realizado pela neurociência.A medicação é importante, mas ter o controle mental também contribui e muito nestes momentos. A utilização de bandagem como ocorre com os atletas de alta performance podem provocar um efeito favorável na melhoria da condição muscular do portador de distonia.

Para avaliação da 

Postado em Blog por Nilde Soares
7 de junho de 2017

Causas e sinais

A distonia cervical é uma condição que faz com que os músculos do pescoço se apertem ou espasmos sem seu controle. Com a distonia cervical, sua cabeça pode virar de forma incomum, ou pode ser forçada a uma posição anormal e desconfortável. Esta condição pode ser dolorosa e desafiadora. 1,2

Desconhece o que causa exatamente as contrações musculares associadas à distonia cervical. Alguns casos parecem estar ligados

Postado em Blog por Nilde Soares
21 de fevereiro de 2017

A vida sexual de um portador de distonia deve ser absolutamente normal como de qualquer pessoal, pois a distonia atingi o sistema nervoso central e não o periférico, todas as funções sexuais tanto em homens quanto em mulheres são preservados. O desejo sexual é igual para qualquer pessoal, salvo a influência de algum medicamento antidepressivo, mas nesses casos o médico deve ser informado e mudada a medicação para continuar a vida normalmente. O maior problema na vida sexual de um distônico, são seus problemas de auto estima e aceitação, além de direcionamento exagerado a questão da doença.

Postado em Blog por Nilde Soares